INTERVENÇÃO DIGITAL (vídeo + live)

26 de maio, 13h, Instagram

Bruno Miranda (Joinville-SC)

Nascido em Joinville (SC), é bailarino, professor e coreógrafo. Começa seus estudos aos nove anos na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil (ETBB), formando-se em 2009. Em seguida, ingressa na Cia. Jovem ETBB. Em 2011, muda-se para o Rio de Janeiro (RJ) e integra a Cia. de Dança Deborah Colker. Em 2013, na cidade de Belo Horizonte (MG), trabalha na Cia. Sesc de Dança. Desde agosto de 2017, é bailarino no Joburg Ballet, em Johannesburgo, África do Sul, dançando solos e papeis principais em balés de repertório e danças contemporâneas.

(Foto: Ken Jerrard)

___

26 de maio, 18h, Instagram

Larissa Kremer (Gaspar-SC)

Graduanda da primeira turma do curso de licenciatura em dança da Universidade Regional de Blumenau (Furb). Sua primeira experiência formal com a dança ocorre aos seis anos na escola pública. Em seguida, integra o Grupo de Dança do Departamento de Cultura de Gaspar, a Associação Amigos da Dança de Gaspar e o Ballet AECLA de Luiz Alves. Tem experiência como professora de baby class, balé e jazz infantil na cidade de Gaspar. Integra os grupos de Dança Contemporânea e Danças Alemãs da Furb, e atua como professora de Corpo e Movimento na Escola de Educação Infantil Essência do Brincar.

(Foto: Vanderleia Macalossi)

 

___ 

27 de maio, 13h, Instagram

Deivid Velho (Florianópolis-SC), em colaboração com Paulo Soares

Bailarino com paralisia cerebral, começa sua formação em dança em 2008 com Ana Luiza Ciscato na APAE de Florianópolis. Integra o Grupo APAEdança Floripa desde 2009, participando de apresentações, como no Festival de Dança de Joinville, Congresso Mundial de Artes IDEA em Belém do Pará e a abertura oficial dos Jogos Náuticos das Olimpíadas de Londres 2012. Compõe o elenco da Cia. de Dança Lápis de Seda desde sua formação, em 2014, apresentando-se com os espetáculos Convite ao Olhar e Será que É de Éter?

(Foto: Cristiano Prim)

___

27 de maio, 18h, Instagram

Waldir Coral (Balneário Camboriú-SC)

Artista da dança com mais de 30 anos de experiência. Trabalhou profissionalmente como bailarino na área do show business e eventos, com artistas da música nacional como Rick e Renner, Gian e Giovane, Sula Miranda, Netinho de Paula, Grupo Katinguelê, Cézar e Paulinho. Participou do elenco fixo de shows em navios de cruzeiros, ministrando aulas de dança para turistas pela Europa, África e América Central. É diretor e coreógrafo da Waldir Koral Cia. de Dança, com 12 anos de existência, em Balneário Camboriú. Atua como professor de danças, é formando do curso de licenciatura em dança da Furb.

(Foto: Lucas Dalçóquio)

___

28 de maio, 13h, Instagram

Tais Matos (Garopaba-SC)

Natural de Garopaba, começa sua carreira há 15 anos. Integra a Cia. Atitude de Garopaba de 2006 a 2018. Jurada de batalhas de breaking em eventos como Hip-Hop Session (Itajaí), Breaking na Pista (Blumenau), Garopaba em Dança, Festival Cultural em Criciúma, Festival Matrix Producciones (Argentina), M5 Batalha pelo Livro (São Paulo). Atualmente participa de batalhas de breaking pela Garopaba Atitude Crew. 

(Foto: arquivo pessoal)

___

28 de maio, 18h, Instagram

Vitoria Correia (Joinville-SC)

 

Seu primeiro contato com o balé clássico ocorre aos sete anos na Escola Municipal de Bailado de Taboão da Serra (SP), pela direção de Sônia Almeida. Aos 13 anos, é selecionada para ingressar no curso técnico em dança da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville, formando-se no ano de 2020. Durante sua trajetória, tem contato com diferentes técnicas: balé, dança contemporânea, danças populares e folclóricas. Também estuda teatro e música. Atualmente integra a Companhia Jovem Bolshoi Brasil, dançando repertórios clássicos e contemporâneos.

(Foto: Pavel Kazarian)

___

29 de maio, 13h, Instagram

Rodrigo Andrade (Blumenau-SC)

Professor, artista e pesquisador das artes do corpo. Graduando na licenciatura em dança pela Furb. Com o trabalho Código F64: Disforia foi agraciado no projeto Fora da Caixa, financiado pelo prêmio de incentivo cultural da cidade de Blumenau (2019). Melhor bailarino no encontro Arte em Movimento, Jaraguá do Sul (2018). Idealizador do evento de férias anual WorkJazz. Atua como professor-pesquisador no projeto de extensão Grupo de Dança Contemporânea Furb, com enfoque na democratização do corpo na dança, pesquisa de movimentos e processos de composição.

(Foto: Sabrina Marthendal)

___